Gol de Firmino pressiona Jesus, mas dupla mantém discurso em prol da Seleção

  • Os discursos são simples e idênticos: o importante é ajudar a Seleção. Disputando uma vaga na equipe titular, Gabriel Jesus e Roberto Firmino tiveram chances de provar seu valor neste domingo no amistoso contra a Croácia. Um começou como capitão e foi mais ativo na marcação. O outro entrou na segunda etapa e marcou o gol que selou a vitória por 2 a 0. Dadas as limitações de cada formação do Brasil em campo, os dois saíram-se bem e aumentaram ainda mais o nível deste duelo.

Caçula dentre os 23 convocados, Jesus foi capitão pela segunda vez na carreira. Incorporou a missão de liderar e procurou orientar o posicionamento dos companheiros. Também movimentou-se bastante e ajudou na marcação – na ânsia de ajudar a defesa, inclusive, cometeu mais faltas do que sofreu. É fato que deixou o campo sem uma finalização sequer, mas é importante ressaltar que o primeiro tempo do Brasil foi limitado como um todo. Com pouco poder de criação, a seleção brasileira alçou muitas bolas longas e parou na zaga croata.

Categoria:VARIEDADES

Deixe seu Comentário